domingo, 13 de setembro de 2009

As Festas Juninas


Céu de estrela sem destino
De beleza sem razão
Tome conta do destino, Xangô
Da beleza e da razão
(...)
Fogo, fogo de artifício
Quero ser sempre o menino
As estrelas deste mundo, Xangô
Ai, São João, Xangô Menino


(São João, Xangô menino – Caetano Veloso)

As Festas Juninas são manifestações com grande participação popular, com um significado profundo, ligado a tradição. Está relacionada à política e à economia regional.
Hoje, a festa assumiu uma feição muito própria. O evento inseriu-se na lógica da sociedade de consumo e faz parte da Indústria Cultural (consequência do nosso sistema capitalista, acendendo a discussão se é ou não Cultura Popular).

Entretanto, constatar e afirmar que a festa junina perdeu o seu caráter rural e o seu estatuto de festa de arraial, com profundos laços identitários com as comunidades rurais ou com determinados bairros tradicionais da cidade do Recife, não resolvemos o problema, é uma discussão quase sem fim, só não podemos esquecer que a cultura rural é a gênese deste movimento (O Ciclo Junino no Nordeste brasileiro).

Vale salientar, que as festas de São João, principalmente com a participação das Quadrilhas Juninas; que é predominante nos bairros de periferia da Cidade do Recife, é típico da região Nordeste, claro que há outros Estados brasileiros que comemoram a festa, até países da Europa, católicos, protestantes e ortodoxos não deixam de festejar no mês de Junho, mas é no Nordeste que a festa traveste de caráter tradicional. Em algumas festas de São João européias são realizadas a fogueira de São João e a celebração de casamentos reais ou encenados, semelhantes ao casamento fictício que é um costume no baile da quadrilha nordestina.

Referência Bibliográfica:

MORIGI, Valdir Jorge. Narrativas do Encantamento: o maior São João do Mundo, mídia e cultura regional. Porto Alegre: Armazém Digital, 2007.


MENEZES NETO, Hugo. O balancê no arraial da capital: quadrilha e tradição no São João do Recife. Recife: Ed. Do autor, 2009.

Vejam uma reportagem de 2007 sobre a Festa Junina:


1 comentários:

Prof. Yuri Almeida disse...

Professor,

Aqui é o professor Yuri, te encontrei no blog mesmo. Dá uma olhada no blog www.bloghistoriacritica.blogspot.com. Se quiseres colaborar com materiais está aberto.
Abraço,

Prof Yuri Almeida

Postar um comentário